O que é inflamação crônica: o assunto do século.

Sendo um dos temas mais pesquisados na internet, hoje você vai descobrir, de forma detalhada, tudo sobre inflamação crônica, disbiose, intestino poroso e porque sua saúde depende disso. Boa leitura.

INFLAMAÇÃO CRÔNICA

1/21/20243 min ler

Inflamação crônica, Disbiose, Intestino poroso, doenças crônicas...são os novos vocabulários da internet.

E é super compreensível, pois na última década, as pesquisas avançaram muito no descobrimento de algo que já está quebrando paradigmas da medicina e da ciência.

Acontece que, aquela frase "O intestino é o segundo cérebro", não só é verdade como é muito mais do que isso.

Nosso órgão possui um universo de micro-organismos, dentre eles as bactérias, os vírus, os protozoários, as leveduras. São aproximadamente 100 trilhões deles, responsáveis pelos metabolismos mais importantes do nosso corpo:

  • Eles modulam o sistema imunológico

  • Modulam o metabolismo do açúcar e da gordura

  • Produzem os neurotransmissores do humor

  • Enviam mensagens e hormônios ao cérebro através do nervo vago

  • Eles participam do metabolismo de hormônios sexuais

  • Fazem a proteção física do intestino

Enfim, essa é só uma amostra de suas funções em situações de equilíbrio e saúde.

Porém, quando há desequilíbrio dessa microbiota, chamada de disbiose, nada disso funciona. E, pior, a população de bactérias nocivas aproveitam o intestino desprotegido para invadir o sangue e provocar uma reação contínua e exagerada do sistema imunológico.

Quando isso acontece por um longo tempo, o sistema imunológico fica desgastando e cometendo erros. Acaba atacando células e tecidos do próprio corpo, provocando o que chamamos de Inflamação Crônica.

A inflamação crônica já existe antes do sistema imunológico "pedir para sair". Lembra do desequilíbrio da microbiota? Pois então, sabe qual a maior causa dessa disbiose?

O consumo de alimentos inflamatórios. Veja uma lista resumida do que seriam eles:

  • Açúcar refinado: doces, achocolatados, bolos, bolachas, pães, sorvete, pizza, etc.

  • Farinhas refinadas: massas, pães, bolos, bolachas, pizza, etc.

  • Gordura trans: frituras, sorvete, alimentos congelados

  • Aditivos químicos: condimentos "knnor" e semelhantes, alimentos coloridos artificialmente

  • Bebidas alcoólicas

  • Embutidos: presunto, salame, salsicha, linguiça, etc.

Isto é, tudo que faz parte da base da Dieta Ocidental.

Então, o que comemos é inflamatório, provoca disbiose, que provoca inflamação crônica, que desgasta o sistema imunológico, que provoca inflamação crônica, e esse ciclo continua, resultando em Doenças Crônicas, como a obesidade, a ansiedade, a depressão, a diabetes, a pressão alta, as alergias, doenças auto-imunes, etc.

Essa conscientização é muito importante e passa o poder da nossa vida em nossas mãos.

Dito isso, veja algumas práticas para adotar e reduzir a sua inflamação crônica:

  • Corte o açúcar da sua vida: adoce bolos com banana madura, adoce café com adoçantes polióis (maltitol, eritritol), troque os doces e chocolates ao leite por chocolate amargo 70%, deixa para comer só no final de semana, e vai reduzindo.

  • Não coma massas e pães durante a semana. Substitua por legumes cozidos, ovos, peixes.

  • Deu fome? Faça pipoca.

  • Substitua a farinha refinada por flocos de aveia + farinha de côco. Não vou mentir, é mais caro. Porém, é mais barato do que a sua saúde.

  • Elimine os refrigerantes e sucos da sua vida. Substitua por batido de: beterraba, cenoura e laranja. Você vai viciar nesse sabor.

  • Evite tomar bebidas alcoólicas. Sei que a vida agitada pede um happy hour para relaxar...porém a ideia é quebrar um paradigma de vida. É sua escolha e sua sentença.

  • Elimine, urgente, as salsichas, os presuntos, os salames e mortadelas da sua vida. Esses embutidos estão matando muita gente, a ciência divulga, porém não chega ao público.

Em um próximo post, vou trazer uma má e uma boa notícia. Qual você prefere primeiro?

Vamos começar pela má: você vai mudar a sua dieta e estilo de vida, porém vai continuar inflamada (o).

A boa notícia? A ciência descobriu o porquê. Então, você vai conhecer a solução!

Tratando a inflamação crônica com ciência e natureza:

Florum Imuno Complex